Olá! Meu nome é Júlia e eu sou a criadora da The Bralette Boutique, uma marca de lingeries independente sob medida e sob encomenda. A ideia surgiu de uma necessidade pessoal, mas perceber que diversas mulheres não eram atendidas, assim como eu, me fez perceber que o problema ia muito além da superfície. Desde que idealizei a TBB, minha proposta sempre foi de atender todos os tipos de corpos, justamente porque o mercado atualmente falha muito em fazer isso.

Diariamente somos bombardeadas com padrões de corpos ideias em todas as esferas da mídia, e dado um certo momento achei que meu trabalho de fazer lingeries poderia se tornar uma coisa maior e mais importante do que apenas vender um artigo de vestuário. Não queria ser só mais uma loja com um discurso, mas sim trazer pra realidade o que eu acredito.

No ano de 2016 fiz uma campanha linda com algumas mulheres, sendo que cada uma delas tinha um corpo diferente e principalmente, uma história única com esse corpo, de respeito, aceitação e beleza. Junto com isso acabei promovendo uma campanha inconsciente de representatividade, que me mostrou o quanto é necessário pensar no coletivo para representar o individual. Esse ano resolvi fazer a mesma coisa, dessa vez em uma escala maior e dando o espaço pras mulheres fotografadas de contarem suas histórias, reflexões e mostrarem que existe beleza e verdade por trás de absolutamente todo e qualquer corpo. Não bastaria somente mostrar esse corpo, mas sim a história por trás dele e o que faz aquela pele tão única, quem a habita.

O projeto chama Resistir, e não é a toa. Antes mesmo das fotos finais e os ensaios completos serem publicados, já sofremos diversos tipos de ataques na internet, simplesmente porque juntamos um grupo de mulheres confiantes e livres em seus próprios corpos. Aparentemente, existir e se gostar não tendo o corpo da “capa de revista” é uma afronta muito grande. Percebemos então que é ainda mais necessário que esse projeto exista. É urgente. Porque esses corpos existem, essas pessoas existem e elas refletem você e eu. É desumano acreditar que porque alguém não é como a sociedade acredita que deve ser, essa pessoa deva se esconder. É cruel achar que o que você não acha bonito, não tem beleza. É triste ver que as pessoas odeiam as outras (sim, odeiam) simplesmente porque elas são quem elas são. Existe beleza em todos os corpos, SIM e é isso que viemos aqui mostrar. 

Esse é um projeto que não visa o lucro e o ensaio não promove lançamento de coleção nova. A ideia é poder representar numa área que quase nunca dá espaço para mulheres cotidianas, que a mídia não enxerga ou finge não ver. Enquanto a marca tem a proposta de atender todos os corpos, acredito que nada mais justo do que mostrar que eles existem para o mercado de lingerie, uma vez que é onde fica mais exposto, porém é menos aceito se não couber no padrão.

Semanalmente serão liberadas as reflexões e pedaços dos ensaios fotográficos pra que você, assim como nós, descubra que resistir é necessário.

Espero que você goste e aprenda um pouco com cada uma das histórias. Dividir é celebrar. Celebrar é viver. Viver é resistir.

Ficha Técnica:

Maquiagem: Hilde de Paiva [instagram.com/hildepaivabeauty]
Cabelo: Dani Gaspariam [instagram.com/cabelosdadani]
Fotógrafa: Cristina Nishihara [cristinanishihara.com]
Lingeries: The Bralette Boutique [braletteboutique.com]